sexta-feira, 25 de março de 2011

La dépression saisonnière

Bom dia :)

Tema meio pesado esse, mas vamos lá, porque é interessante.

Conceito de depressão sazonal:

Condição que afeta as pessoas que vivem no hemisfério norte durante a redução de horas de luminosidade solar, durante dois meses por dois anos consecutivos. Esse período começa no final de outubro e gradualmente desaparece com a chegada da primavera, ou seja, mais ou menos no final de março. Essa "depressão" atinge cerca de 18% da população do Canadá e resulta em oscilações do humor com elevado grau de estresse, diminuição da energia e do apetite, , sonolência, baixa produtividade no trabalho e sexual, baixa na libido, tendência à se isolar, irritabilidade, fadiga... Atinge a população em geral, sendo mais acentuado nas pessoas do sexo feminino entre 20 e 40 anos de idade.
O índice de idéias suicidas é alto e o uso de medicações fortes também, segundo alguns artigos que eu li.

Falando dos sintomas,às vezes o apetite não diminue não, muito pelo contrário, aumenta principalmente a vontade de se entopir de doces e carboidratos. Arg!!!

Na verdade, a luz desempenha um papel importante na regulação do relógio biológico interno. Este "relógio" controla diversas funções do organismo como os ciclos de vigília e sono e a secreção de diversos hormônios ao longo do dia.

Por exemplo, depois que entram nos olhos, os raios de luz são convertidos em sinais elétricos, enviados ao cérebro e agem sobre os neurotransmissores.
Um deles, a serotonina, muitas vezes chamado de "hormônio da felicidade", regula o humor e a produção de melatonina, o hormônio responsável pelo ciclo sono-vigília. Ihhh, acho que está ficando algo meio científico, hehe. Mas acho interessante para entender porque a falta de luz solar afeta tanto o humor das pessoas :)

A depressão sazonal é algo bem sério aqui no Canadá. E dá pra ver mesmo na cara das pessoas. Boa parte delas ficam com a "cara fechada", meio sem paciência, etc. Tão sério que é que as pessoas deprimidas são incentivadas a fazer a luminoterapia, que nada mais é que usar uma lâmpada especial para emitir claridade.

Os modelos de lâmpadas são variados, os preços também ( de 100,00$ a 400,00$ ou mais)e quando a compra é feita por indicação médica, alguns planos de saúde (aqueles oferecidos pelas empresas)cobrem parcial ou totalmente o valor. Veja alguns exemplos de lâmpadas para a luminoterapia:










Para prevenir, ou mesmo amenizar os sintomas desagradáveis, é incentivado o uso da tal lâmpada, a prática de exercícios físicos, uma boa alimentação, sair com os amigos (moderar na kátia rsrs)...lembrando que a eficácia da luminoterapia é comprovada (recomendado 30 minutos para adultos e de 15 a 20 min. para crianças e adolescentes). Os resultados aparecem após uma semana de terapia.

Mas, GRAÇAS AO BOM DEUS, já estão aparecendo os primeiros sinais da primavera, com o dia anoitecendo por volta das 07:00h, maior solzão quase todos os dias, árvores brotando, enfim, acabando a desculpa do inverno deixar as pessoas infurnadas dentro de casa. E a gente já começa a ver mais pessoas circulando nas ruas, caminhando (embora a temperatura ainda esteja por volta de 0 grau).

Aqui em casa não teve espaço pra depressão não. Como a gente está correndo atrás de muitas coisas, o tempo pra ficar parado em casa é pouco. Mas o Fernandinho (meu filhinho de 5 anos e meio) reclama quase todo dia que a neve está demorando muuuuuuuiiito pra ir embora. E eu concordo plenamente com ele, afinal, estamos quase em abril e ainda neva!

Desculpem, esse post era pra ser bem pequenininho, mas me empolguei :)


Até breve. Abraços

Um comentário:

Nelson Souzza disse...

Muito interessante o seu blog, viu? Parabéns pela excelente abordagem! Desejo-lhe sucesso e prosperidade.
http://nelsonsouzza.blogspot.com